Total de visualizações de página

quarta-feira, 16 de fevereiro de 2011

PROFESSORES, ESTUDANTES E POLÍTICOS EXIGEM TRANSPARÊNCIA NA FAPEMA


O professor Francisco Gonçalves do curso de comunicação da UFMA,trouxe na sua palestra sobre a FAPEMA um dado muito interessante da gestão de Rosane Guerra à frente da Fundação: logo que assumiu o cargo de presidente baixou uma portaria que determinava a liberação das verbas somente por meio de editais.

Acrescentou que a partir da sua posse conseguiu o maior número de publicações de editais dos últimos anos, afirmando que desta forma poderia proporcionar maior transparência nas ações da FAPEMA.

O meio acadêmico reconhece a sua conduta como professora e pesquisadora da UFMA, ficando a dúvida de qual a razão para aceitar os desvios na compra do “Sim” dos petistas ligados ao vice-governador, no agradar os amigos da Roseana, quitar dívida de testemunha no cretino processo contra o governador Jackson Lago e em pagar os funcionários da SECTEC e UNIVIMA utilizando as bolsas dos pesquisadores?

No debate desta tarde, que iniciou com a constante falta de luz e goteiras no auditório do CECEN na UEMA, foi fortalecida a continuidade da FAPEMA como ferramenta necessária aos pesquisadores, discutida a importância da independência financeira da UEMA, a contratação legal do quadro da UNIVIMA, a transparência das bolsas de estudo com a divulgação da lista de pesquisadores e dos seus trabalhos.

Os professores, estudantes e políticos presentes ao evento cobraram mais empenho da assembleia legislativa na apuração dos fatos, a obrigação do ministério público estadual de investigar a partir das provas apresentadas na imprensa e nos blogs e a ampliação do movimento de defesa da FAPEMA com a participação de diversos segmentos.

Parece que o governo e os seus deputados vão ter que mostrar o fundo destas bolsas financeiras. O silêncio não vai resolver.

Um comentário:

  1. Prezado Companheiro,

    Agradeço a sua participação no fortalecimento da FAPEMA.
    Felipe Klamt

    ResponderExcluir